sábado, 17 de dezembro de 2011

Sinto-me Alarmado!

Se você ler com atenção os primeiros capítulos do livro do profeta Habacuque, poderá ver com clareza as razões pelas quais aquele servo de Deus se sentiu tão alarmado ao ouvir as declarações do Senhor.
. Ficou muito assustado ao ser informado sobre a situação terrível e pecaminosa em que se encontrava Israel, o povo escolhido de Deus, ao ponto de Deus usar os caldeus, povo da Babilônia, como istrumento para a sua justiça.
Por toda a parte havia violência, iniquidade, opressão, destruição, litígios, injustiças. Pessoas com procedi-
mento desleal, perversos devorando os justos, povos sendo mortos sem piedade. Pessoas acumulando o que
não era seu, ajuntando em suas casas bens mal- adquiridos, edificando cidades com sangue e fundamentando-as
sobre iniquidade. Pessoas embedando-se e misturando à bebida o seu furor, num quadro de total depravação
moral e social. Isto lhe parece familiar? Sim, mas aconteceu cerca de 600 anos antes de Cristo. Será que nos sentimos alarmados por causa da situação daquela época? Não! Temos de sentir-nos alarmados com a situação
caótica do século 21. A situação  nos dias atuais é semelhante ou até pior do que aquela.
O nível de depravação, o aumento da violência e a falta de segurança preocupam-nos e causam alarme. Devemos sim estar alarmados com o alto índice de corrupção e sonegação, assim como devemos estar
 preocupados com o inimigo das nossas almas, Satanás, que sempre tenta infiltrar-se entre nós.
Da mesma forma que Habacuque sentiu-se alarmado vendo toda a calamidade, no final do capítulo 3 ele se alegra no Senhor, que é sua fortaleza.
Esta é nossa parte : Refugiar-nos no Senhor para andar-mos sempre em segurança.

JESUS avisou-nos sobre as aflições; mas também anunciou que as venceria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário